Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Filmes favoritos #4

por Inês, em 28.07.13
Desde que entrei de férias que tive mais tempo para ver filmes, mas na verdade, tenho andado a ocupar o tempo a ver séries (Prison break e dexter, por exemplo), pelo que se tiverem sugestões de filmes, não se esqueçam de sugerir :) No entanto, ainda tenho filmes que adoro e que vos tenho mesmo de sugerir...

TED - Desde pequena que sou fã de Family Guy, assim, como também me fui tornando fã das séries que o Seth MacFarlane criou, pelo que quando TED saiu, foi um daqueles filmes que tive mesmo necessidade de ir ver ao cinema.
"Esta animada comédia conta a história de John Bennett, um adulto que tem de lidar com um ursinho de peluche que ganhou vida como resultado de um desejo de criança… e que se recusa a deixá-lo desde esse dia."
O filme não é nada do outro mundo, nem é sequer merecedor de óscares nem nada do género, mas para quem está habituado a comédias do tipo "Family Guy" não pode deixar de adorar, especialmente certas piadas relacionadas com a série. 
A Mila Kunis (que faz a voz da Meg na série) provou mais uma vez que é uma excelente atriz, assim como o Mark Wahlberg e o Seth mostrou também que ainda sabe fazer boa comédia. Realmente umas horas bem passadas :)

The Notebook (O diário da nossa paixão) - Passando de uma comédia a um romance lamechas, tenho de admitir que sou tudo menos fã deste tipo de filmes, mas quando um dia estava a ver na televisão, não pude mas deixar de adorar a história! Não era propriamente uma história com um final previsível (como 99% dos filmes românticos), mas as histórias de Nicholas Sparks, pelo que pude ler até agora são grande parte assim. "Em jovens, Allie (Rachel McAdams) e Noah (Ryan Gosling), apaixonam-se profundamente durante um verão repleto de emoção e liberdade. O jovem casal rapidamente é separado pelos pais de Alice que insistem que Noah não pertence ao seu mundo. Vários anos mais tarde, eles encontram-se novamente e o amor que sentem inflama-se de novo, forçando Allie a escolher entre o amor e a sua classe social. Terá o amor força suficiente para vencer? Décadas mais tarde, um homem (James Garner)) lê um caderno antigo para uma mulher (Gena Rowlands) que visita regularmente no asilo. Embora a memória dela esteja enfraquecida, pouco a pouco, ela deixa-se envolver pela magia da presença dele, do que ele lhe lê, pela ternura dele... E o milagre acontece. Baseado no best-seller de Nicholas Sparks, O Diário da Nossa Paixão é uma história com uma força delicada e comovente, uma beleza surpreendente e arrebatadora."
É, realmente, uma história arrebatadora e com um final bastante emocionante, pelo que recomendo mesmo para quem não gosta deste tipo de filmes!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:04

Filmes favoritos #3

por Inês, em 13.05.13
A lista de hoje não só faz parte dos meus filmes favoritos, mas também dos, provavelmente, mais "mindblowing" filmes que já vi. Ajudou bastante não saber o desfecho, e por isso, recomendo vivamente que não o pesquisem nem perguntem a ninguém porque é esse mesmo desfecho que torna o filme tão fantástico.

Shutter island
Foi uma amiga que me incitou a ver este filme, falando por diversas vezes dele, mas apenas senti real curiosidade quando ela me falou que o protagonista era o Leonardo Di caprio (alguém me pode dizer como é que este senhor ainda não ganhou um óscar??), um dos meus atores favoritos e que até agora tem vindo a fazer filmes fantásticos. Este não foi exceção e, sem deixar nenhum spoiler, devo dizer que realmente o final deste filme é completamente inesperado e deixa-nos a todos com uma expressão de surpresa. Há muitas pessoas que não percebem o final, que é, de facto ligeiramente difícil de perceber e que leva as pessoas a tirarem as suas próprias conclusões! É de facto, uma masterpiece do cinema!
"1954, o pico da Guerra Fria, os agentes Teddy Daniels e Chuck Aule são convocados a "Shutter Island" para investigar o improvável desaparecimento de uma criminosa do impenetrável Ashecliffe Hospital. Rodeados por circunspectos psiquiatras e perigosos pacientes psicopatas, eles vêem-se envolvidos numa atmosfera misteriosa e volátil que sugere que nada é o que parece…"



Prestige
Este filme não tem um, mas dois dos meus atores favoritos: Christian Bale (ou batman, como o devem conhecer) e Hugh Jackman, que fizeram, também, uma atuação fantástica. No entanto, não foi apenas a atuação que merece todo o mérito, porque a direção de Christopher Nolan mostra mais um trabalho muito bem feito. O final é, também, bastante inesperado e muito bem feito e que nos explica algumas passagens do filme que nos passaram despercebidas (ou não). "Desde a primeira vez em que se encontraram como jovens mágicos em ascensão, Robert Angier (Hugh Jackman) e Alfred Borden (Christian Bale) competiram entre si. No entanto, a sua competição amigável evoluiu para uma rivalidade amarga, transformando-os em inimigos para toda a vida e, consequentemente, pondo em risco a vida de todos os que os rodeiam."



Mais um filme mindblowing (mas que infelizmente ainda não tive a oportunidade de ver) é Inception (ou A Origem), também com o Leonardio Di caprio e que está bastante bem classificado. Já o viram? O que acharam?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:28

Filmes favoritos #2

por Inês, em 30.03.13
Hoje mostro-vos mais alguns dos meus filmes favoritos, que vi nos últimos dias e que adorei. No primeiro post da rúbrica, reparei que também viram alguns dos filmes quen sugeri, e desta vez decerto acontecerá o mesmo, porque um dos filmes foi o vencedor de diversos óscares em 1994.

Forrest Gump
Foi o vencedor de 6 óscares da academia, e é um filme que já tem alguns anos (quase 20) e que retrata a vida de um rapaz de pouca inteligência, e retrata alguns dos eventos e personalidades importantes dos anos 90, como a guerra do vietname, John Lenon, Presidentes dos EUA e muito mais. O filme, apesar de relativamente antigo, está muito bem feito e foi a melhor atuação do Tom Hanks que já vi até hoje. Recomendo, porque realmente para além de ser um excelente filme, dá também uma lição de vida muito boa através de um desfecho inesperado. Plot: Através de três turbulentas décadas, Forrest cavalga numa cadeia de eventos que o leva de uma incapacidade física até ao estrelado no futebol, de herói do Vietnam a empresário de pesca de camarão, de honras na Casa Branca aos braços do seu verdadeiro amor. Forrest é o símbolo de uma era, um inocente à solta numa América que está a perder a sua inocência. O seu coração sabe o que o seu limitado QI não consegue saber. O seu compasso moral nunca balança. Os seus triunfos tornam-se numa inspiração para todos nós. "Forrest Gump" é a história de uma vida.

The perks of being a wallflower
Confesso que quando vi o trailer deste filme não lhe achei piada nenhuma e pareceu-me ser um filme fraco. No entanto, enganei-me redondamente...foi um filme excelente que misturou comédia, drama e ainda fez com que o espectador reflectisse e percebesse a situação. No início parece-nos que estamos a enfrentar um caso, e apenas no final percebemos o que se está a passar na realidade. Mas ainda assim foi difícil de perceber, porque a informação é dada através de flashbacks e de forma muito súbtil. É também um filme que fala sobre amizades e sobre muito drama envolto na vida de algumas das personagens. O plot: Estamos em 1991. O academicamente precoce e socialmente desajeitado Charlie é um ser invisível, que vive no seu próprio mundo, até conhecer um carismático par que o decide ajudar. A bonita e rebelde Sam e o seu destemido meio-irmão Patrick guiam Charlie através de novas amizades, primeiro amor, sexualidade, festas, exibições de meia-noite do filme "Rocky Horror" e na busca pela canção perfeita. Ao mesmo tempo, Mr. Anderson, o professor de Inglês de Charlie começa a introduzi-lo no mundo da literatura, alimentando-lhe os sonhos de um dia se tornar um escritor. Mas apesar de Charlie sentir-se realizado no seu novo mundo de adulto, nunca consegue ver-se livre da dor que arrasta do seu passado, e que inclui o recente suicídio do seu melhor amigo Michael e a morte acidental de uma querida tia. Quando os seus amigos começam planear a saída de casa para a faculdade, o precário equilíbrio de Charlie começa a desmoronar-se, e na origem da sua tristeza está uma chocante revelação.

Marley and me
Não vi este filme uma vez, nem duas, já vi este filme mais de cinco vezes e posso dizer que me emociono sempre na parte final do filme (assim como muitas pessoas que já viram o filme o fizeram). É um filme sobre a amizade entre o Homem e o cão, sobre o laço formado entre estes dois e sobre as vivências de uma família "em formação". É sem dúvida um filme muito emocionante e que ensina muito sobre o impacto dos animais na nossa sociedade e vida. Para além do mais, é uma história verídica, de um jornalista que escreveu o livro intitulado com o mesmo nome. Já o li, e também adorei (talvez mais que o filme), recomendo a toda a gente que goste muito ou pouco dos amigos de 4 patas :) O plot: Durante a noite do seu casamento, e enquanto a neve vai caindo, os recém-casados John e Jenny Grogan decidem deixar para trás os difíceis Invernos de Michigan e partirem para sul, iniciando as suas vidas em West Palm Beach, na Flórida. Aí, eles conseguem trabalho como jornalistas em diferentes jornais locais, comprar a sua primeira casa, e fazer o seu caminho através dos desafios do matrimónio, de novas carreiras e, possivelmente, da decisão de constituir família… Inseguro, e não estando preparado para criar crianças, John confessa os seus receios ao seu colega jornalista, Sebastian, que lhe apresenta a solução perfeita: “Poderás dar um cachorrinho a Jenny. Não há nada melhor que isso", diz Sebastian. Então eles resolvem adoptar Marley, um "fofinho" e "gorducho" Labrador amarelo, que não tarda muito em crescer e transformar o lar dos Grogans num autêntico turbilhão…nada escapará à sua voracidade e irreverência! Mas John e Jenny percebem por fim que Marley - "o pior cão do mundo" – de alguma maneira fez vir ao de cima o melhor que existe neles…

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:14


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D